icaroantonine01@gmail.com (65) 9 8409-8093 - Waths:(65) 9 9316-4998 | (65) 2129-4109
Quanto cobrar por um serviço na Segurança do Trabalho?
21/03/2018
0

Quanto cobrar por um serviço na Segurança do Trabalho?

Muito profissional, quando começa a prestar serviço na área de Segurança do Trabalho, fica perdido em relação a como estabelecer um valor para o seu trabalho. Neste artigo vou lhe dar algumas dicas.

Vale sempre ressaltar que não existe um valor mínimo para ser cobrado, o profissional tem que cobrar o correto fazendo uma pesquisa de preço e tirando uma base para colocar o valor do seu serviço sem desvalorizar a categoria, mas sem cobrar um valor muito exorbitante, ou desproporcional do cobrado no mercado da sua região.

Segue agora os valores de alguns serviços a serem cobrados lembrando que esses valores são os valores mínimos a serem cobrados.

 

 

Laudos e Documentos quantos cobrar por eles?

LTCAT: Laudo técnicos das condições ambientais do trabalho, é cobrado por setor, e geralmente é cobrado o valor mínimo de R$: 400,00 por setor  + os levantamentos técnicos que fica em torno de R$: 50,00, ou seja logo será cobrado o valor de R$: 400,00 + 50,00 = R$:450,00 por setor.

PCMSO: Cobrado por numero de funcionário, ou seja, a cada 10 Funcionários deve ser cobrado o valor de R$: 300,00, que sairá a R$: 30,00 por funcionário o valor mínimo a ser cobrado, por exemplo, a empresa pode ter um dois ou dez funcionário o valor ficará R$: 300,00 a mesma coisa, empresas com mais de dez funcionário cobra-se R$:30,00 por funcionário a mais.

PPRA: deve ser cobrado por empresa, o valor mínimo deve ser feito para esse programa é de R$: 450,00 com empresas até com trinta funcionários, empresa com mais de trinta funcionários cobra se a quantia em valor de R$: 700,00 reais.

PPP: o perfil psicográfico previdenciário deve ser cobrado por pessoa, o valor mínimo a ser cobrado por pessoa é de R$: 120,00 por pessoa, “sem exceção”.

PCMAT: deve ser cobrado por construtora ou por CNPJ, o valor mínimo deve ser feito para esse programa é de R$: 350,00 com empresas até com trinta funcionários, empresa com mais de trinta funcionários cobra se a quantia em valor de R$: 500,00 reais.

Laudo de Insalubridade de Periculosidade ou de penosidade: deve ser cobrado por pessoa, logo o valor mínimo desse laudo é de R$: 400,00 por pessoa ou por funcionário.

Por se tratar de um laudo deve se cobrar sempre o valor mínimo de R$: 200,00 por pessoa ou por funcionário.

AET ou Laudo Ergonômico: A analise Ergonômica do Trabalho ou Laudo Ergonômico deve sempre ser cobrado por posto de Trabalho, sempre o valor de R$: 100,00 por posto de trabalho, por exemplo: se na empresa tem setor administrativo e dentro no setor administrativo existe 4 postos de trabalho então logo será cobrado o valor de R$: 100,00 x 4 = R$: 400,00 e assim sucessivamente. Lembrando que uma empresa sempre é constituída de 5 ou mais setores e cada setores tem no mínimo dois postos de trabalho por setor.

 

 

Treinamentos e cursos quantos cobrar por eles?

Na segurança existem os treinamentos e os cursos, muitas pessoas confundem os dois quando na verdade treinamentos e cursos são diferentes, treinamento é com carga horária de no Maximo 8 horas de treinamentos no certificado, e curso leva uma carga horária de 10 a 40 horas, o treinamento deve ser cobrado o valor por hora de R$: 10,00 por pessoa, na segurança do trabalho existem 36NR: 36 Normas regulamentadoras e cada uma tem no mínimo uns 5 treinamentos.

Já os cursos devem ser cobrados únicos, ou seja, curso de NR10 – Eletricidade deve ser cobrada por curso, valor de R$: 350,00 por funcionário ou por pessoa, já os treinamentos são por hora por ser carga horária menor.

Lembrado que curso é carga horária de no mínimo 10 horas no Maximo a 40 horas, e treinamento pode ser de 1 hora ou no Maximo 8 horas.

Observação: esses valores são valores cobrados no estado do mato grosso, o valor pode variar para mais ou para menos de estado para estado.

Comentários

Comentários